SESC Pompéia apresenta exposição sobre curta-metragem “Dossiê RÊ Bordosa”

De 30 de agosto até 05 de outubro, as pessoas que visitarem as oficinas de criatividade do SESC Pompéia terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o curta-metragem “Dossiê RÊ Bordosa”, dirigido por César Cabral. A mostra retrata todo o processo de construção do curta-metragem, desde o desenvolvimento do roteiro, montagens do cenário à criação dos personagens que estarão representados pelos bonecos. A exposição é aberta ao público, gratuita voltada e para todas as faixas etárias.


Sobre o documentário “Dossiê RÊ Bordosa”

 

Inicialmente, a idéia era desenvolver um documentário onde personagens e pessoas dariam depoimentos sobre a História em Quadrinho no Brasil na
década de 80. Mas a proposta inicial evoluiu para um curta-metragem focado somente em uma personagem, Rê Bordosa. A escolha se deu pelo fato de que, de certa forma, ela sintetizava um pouco do estilo de vida dos anos 80, e também por ter sido assassinada pelo seu criador, o cartunista Angeli. O primeiro argumento foi escrito pelo diretor César Cabral com apoio da documentarista Carla Gallo, e resultou num projeto de documentário/animação para o formato de curta-metragem.


O curta-metragem utiliza a técnica  stop-motion (animação com bonecos, objetos, massinhas, etc) pela qual ocorre uma reprodução de 24 imagens por
segundo, tempo suficiente para a permanência retiniana. Através disso, o filme tenta desvendar as razões que levaram o cartunista Arnaldo Angeli
Filho a matar uma de suas mais famosas criações, a diva underground Rê Bordosa, uma das personagens mais famosas dos quadrinhos brasileiros. A
narrativa é investigativa e os perfis do ‘assassino’ e da ‘vítima’ são construídos ao longo do filme com base em depoimentos, imagens de arquivo e
reconstituições do crime. Os principais motivos de transformar os entrevistados em massinha foi o fato de oferecer uma unidade estética
diferenciada ao filme que tem momentos de encontro entre o que é real e o que é ficção, motivado pelas próprias fronteiras pouco delineadas entre um e outro dentro do universo de Angeli.Esse trabalho foi premiado como o Melhor Curta Metragem e Melhor Animação Brasileira na 16ª. Edição do Anima Mundi no Rio de Janeiro e São Paulo.

 

 


Sobre Arnaldo Angeli e Rê Bordosa

Em 1973, Arnaldo Angeli iniciou a criação de charges políticas  para o jornal Folha de São Paulo e pouco tempo depois, passou para a  seção de quadrinhos.Criou a tira diária Chiclete com Banana, título que lançou personagens como Rê Bordosa, Bob Cuspe, Wood & Stock e os Skrotinhos. Em 1985, com a história desses personagens, Angeli criou uma revista de quadrinhos independente, com grande influência no mercado editorial. Nesta época, Rê Bordosa tinha em torno de 40 anos. Era alcoólatra, desbocada e todas as suas histórias em quadrinhos revelavam suas manias e desejos exagerados. A personagem fez muito sucesso, mas mesmo assim Angeli resolveu matá-la.

Serviço:
EXPOSIÇÃO “DOSSIÊ RÊ BORDOSA
De terça a sexta, das 9h30 às 22h.
Sábado, domingo e feriados, das 9h às 18h.

 

Informações – SESC POMPÉIA

Rua Clélia, 93

Telefone para informações: (11) 3871-7700

Acesso para Deficientes – não temos estacionamento

Para informações sobre outras programações ligue para 0800-118220 ou acesse o portal www.sescsp.org.br

Uma resposta para SESC Pompéia apresenta exposição sobre curta-metragem “Dossiê RÊ Bordosa”

  1. Eu gostaria de saber a capa da revista set do Mês de Abril de 2009?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: