“O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias” ainda na corrida do Oscar

o_ano.png 

A Academia de Hollywood divulgou hoje uma pré-lista com os nove finalistas ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira e o brasileiro O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias está nela. As indicações à categoria este ano serão estabelecidas em duas fases . Na primeira, uma comissão de várias centenas de membros da Academia com direito a voto viram os 63 filmes elegíveis e, por meio de voto, chegaram à pré-lista com nove títulos. Na segunda fase, uma comissão de dez pessoas formada por integrantes escolhidos entre os participantes da primeira etapa será reunida a um grupo de dez outros membros especialmente convidados dos quadros de Nova York e Los Angeles. Esse grupo de vinte pessoas assistirá os nove filmes entre os dias 18 e 20 de janeiro e escolherá por deliberação os cinco indicados. O anúncio de todos os indicados será no dia 22 de janeiro, às 5h30 de Los Angeles, no Samuel Goldwyn Theater. A seguir, todos os pré-indicados:

The Counterfeits (Áustria), de Stefan Ruzowitzky

O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias (Brasil), de Cao Hamburger

A Era da Inocência (Canadá), de Denys Arcand

Beaufort (Israel), de Joseph Cedar

A Desconhecida (Itália), de Giuseppe Tornatore

Mongol (Casaquistão), de Sergei Bodrov

Katyn (Polônia), de Andrzej Wajda

12 (Rússia), de Nikita Mikhalkov

The Trap (Sérvia), de Srdan Golubovic

6 respostas para “O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias” ainda na corrida do Oscar

  1. Eu estou torcendo pelo filme Brasileiro:O Ano que Meus Pais Saíram de Férias na categoria Melhor filme estrangeiro!

  2. clauassef disse:

    Eu achei chato pra dedéu…

  3. Fernando Fonseca de Melo disse:

    Boa lista, sem os grandes nomes como a animação francesa Persepolis e o romeno vencedor da Palma de Ouro, 4 meses 3 semanas e 2 dias. Mesmo assim, entre os nove temos: Denys Arcand, Giuseppe Tornatore e Andrzej Wajda. A lista tá forte ainda e creio numa indicação. O prêmio virá se Cao e Gullane investirem na campanha, lançarem o filme nos EUA e ter o apoio dos brasileiros que fazem sucesso lá, como Meirelles, Santoro, Waltinho e Babenco.

  4. Ofélia. disse:

    Ah, tomara que ganhe, o filme é muito bonitinho!

  5. Fábio de Oliveira Matos disse:

    Será que esse é o “Ano…” que o Brasil ganha Oscar??? Já imaginou, se galhar e não tiver aquela entrega pomposa por caus ada greve dos roteiristas???

  6. Cassiano Riva disse:

    Tá quase lá… pelo menos como indicado. O filme do Arcand é certeza porque ele já venceu com “Invasões Bárbaras” que é excelente e concorreu com “O declínio do império americano”. Muita gente criticou o fato de “Tropa de Elite” não ter sido o escolhido pelo Brasil, porém, acho justa a escolha de “O Ano…” porque os votantes da categoria filme estrangeira abominam violência (tanto que Cidade de Deus não fora indicado!). E “Tropa” está no caminho certo, concorrendo em Berlim, agora na première internacional. Lá na Alemanha faz dez anos, levamos o de melhor filhe, “Central do Brasil”, e melhor atriz, “Fernanda Montenegro”. Lembrando que no ano seguinte ambos foram indicados ao Oscar. A primeira atriz latina a concorrer na categoria “Melhor Atriz”. Só um detalhe: a Argentina já ganhous uns 4 oscars. De filme estrangeiro (História Oficial), de trilha sonora (Babel), canção (Diários de Motocicleta)… e nós hein?!? Tudo bem: já vencemos Berlim, Veneza e Cannes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: